Skip to content

Embaixadores do Cristo

“De sorte que somos embaixadores da parte
 do Cristo.” — Paulo. (IICORÍNTIOS, 5:20)

           Na catalogação dos valores sociais, todo homem de trabalho honesto é portador de determinada delegação.
          Se os políticos e administradores guardam responsabilidades do Estado, os operários recebem encargos naturais das oficinas a que emprestam seus esforços.
          Cada homem de bem é mensageiro do centro de realizações onde atende ao movimento da vida, em atividade enobrecedora.
          As ruas estão cheias de emissários das repartições, das fábricas, dos institutos, dos órgãos de fiscalização, produção, amparo e ensino, cujos interesses conjugados operam a composição da harmonia social.
          É necessário, contudo, não esquecermos que os valores da vida eterna não permaneceriam no mundo sem representantes.
Cristo possui embaixadores permanentes em seus discípulos sinceros.
Importa considerar que na presente afirmativa de Paulo de Tarso não vemos alusão ao sacerdócio presunçoso.
         Todos os colaboradores leais de Jesus, em qualquer situação da vida e no lugar mais longínquo da Terra, são conhecidos na sede espiritual dos serviços divinos. É com eles, cooperadores devotados e muita vez desconhecidos dos beneficiários do mundo, que se movimenta o Mestre, cada dia, estendendo o Evangelho aplicado entre as criaturas terrestres, até à vitória final.
          Entendendo esta verdade, consulta as próprias tendências, atos e pensamentos. Repara a quem serves, porque, se já recebeste a Boa Nova da Redenção, é tempo de te tornares embaixador de sua luz.

 

Autor: Emmanuel

Psicografia: Chico Xavier

Livro: Caminho, Verdade e Vida

 

 

Fotos(s): 
Embaixadores do Cristo
sfy39587p00